Se você está lendo essa mensagem é porque acreditamos que você é parceira/parceiro da BH em Ciclo – Associação dos e das Ciclistas Urbanos de Belo Horizonte e/ou do INSEA – Instituto Nenuca de Desenvolvimento Sustentável.

Apostamos que você se perguntou “Hãn?” Fique tranquila(o). Explicamos!

BH em Ciclo, INSEA e outras organizações e movimentos sociais de BH se juntaram para participar das eleições do COMPUR em 2021. E a gente conseguiu um resultado inédito: a eleição da BH em Ciclo e do INSEA para serem conselheiras do COMPUR de 2021 a 2023! E é sobre esse processo que queremos falar com você. Ocupando o COMPUR, queremos trazer muitas organizações e movimentos sociais conosco, assim como suas diversas agendas, vozes!

De forma direta, entendemos que a ampliação do alcance do Conselho pode ser organizada dentro para fora, ou seja, aquelas que dão maior publicidade e alcance para o que ocorre dentro do COMPUR e de fora para dentro, ou seja, aquelas que trazem temas e demandas da sociedade para serem debatidos dentro do COMPUR.

De dentro para fora, é fundamental a ampla divulgação das reuniões e pautas do conselho, em linguagem clara e direta, destacando as reais implicações do que está em debate e decisão pelo conselho. Também é fundamental monitorar as ações do conselho e divulgar o que vem sendo debatido e decidido. Quais os temas de maior relevância? Quais as polêmicas? Como vota cada setor? Quantos e quais estudos de impacto de vizinhança foram aprovados? Como funcionam esses processos? Também é importante ampliar o alcance da atribuição do conselho que visa promover debates, eventos e cursos sobre a política urbana municipal.

De fora para dentro, o primeiro passo é promover e fortalecer as redes de atuação, diálogo e colaboração que a BH em Ciclo e INSEA faz parte, convidando cooperativas de catadores(as), grupos de ciclistas, movimentos sociais,  organizações sócioambientais, entre outros e outras, para construção de pautas mais integradas em torno da questão urbana que dizem respeito aos nossos direitos, nossas vidas.

Ou seja, estamos te convidando a trazer temas importantes para debatermos dentro do Conselho, a usar essa nossa cadeira também como sua cadeira, para falarmos daquilo que nos ajudará a garantir o nosso direito à cidade, a uma cidade diversa, justa, democrática e sustentável.

Vamos?!