A elevada carga tributária incidente sobre a bicicleta, suas partes e peças representa um dos principais entraves para o pleno desenvolvimento de uma cultura da bicicleta no Brasil.

Apenas a isenção do IPI significaria um aumento de 11,3% nas vendas, o que representaria um superávit de arrecadação para o Governo Federal na ordem de 1,2%.

A isenção do IPI é apenas o primeiro passo para uma correção histórica das desigualdades no setor, bem como para a ampliação do acesso este meio de transporte tão benéfico e, por que não, revolucionário.

Assine a petição e pressione os nossos governantes a darem isenção de IPI para bicicletas: http://a.bhemciclo.org/OfvoZd!