Em uma megalópole dominada pelo carro, um grupo de pessoas batalha pelo direito da bicicleta não só como meio de transporte, mas também como ferramenta poderosa…

A história do documentário se passa em São Paulo. Você acha que ela é aplicável em Belo Horizonte?