A BH em Ciclo preza pela comunicação positiva das pautas relacionadas à bicicleta. Afinal, acreditamos que o meio de transporte é um elemento fundamental na busca de uma cidade com maior qualidade de vida e, principalmente, voltada para as pessoas, devendo ser encarada com entusiasmo e alegria.

No entanto, uma série de relatos de ciclistas tem nos deixado bastante preocupados, tornando necessário um posicionamento desta associação. Nos últimos meses, o número de assaltos a ciclistas na ciclovia da Avenida dos Andradas em um ponto específico, próximo à Câmara Municipal de Belo Horizonte, cresceu muito. A cada semana tomamos conhecimento de mais e mais relatos de assaltos, sempre com o mesmo modus operandi: um grupo de pessoas fica à espreita e derruba os ciclistas que ali passam, muitas vezes os agride, rouba a bicicleta e pertences pessoais, como mochilas, carteiras e celulares.

Durante a pesquisa “Descobrindo como BH Pedala 2016”, realizada pela BH em Ciclo, constatamos que a segurança pública é um fator importante para não utilização da bicicleta para 30% das pessoas entrevistadas. Nós não desejamos que esse número aumente, sobretudo em um momento em que a aceitação e o uso da bicicleta cresce em BH. A segurança pública não pode ser um fator impeditivo para se pedalar na cidade.

Dada a recorrência cada vez maior, a BH em Ciclo está encaminhando solicitações às entidades competentes e espera que os órgãos de segurança pública atuem na resolução destes casos e viabilizem a prevenção de tais delitos na região, bem como a Prefeitura de Belo Horizonte adote medidas em quesitos como a iluminação do local, oferecendo maior segurança aos ciclistas e pedestres que circulam pela região.

Associação dos Ciclistas Urbanos de Belo Horizonte – BH em Ciclo.